Nossas notícias

Embora ainda não tenham uma participação muito expressiva no mercado brasileiro, os chamados e-books devem ganhar impulso nos próximos anos, segundo a Folha de S. Paulo. O motivo desse crescimento seria a chegada de grandes empresas ao Brasil, como a Amazon e a loja iBookstore, da Apple.

Além de chegada das grandes companhias, a melhora dos livros eletrônicos e os incentivos do governo para o uso de livros didáticos digitais também poderão ajudar esse mercado a crescer.

“Os e-books irão definir o crescimento da indústria editorial pelos próximos anos”, afirmou Helge Braga, diretor da Wiley Brasil, editora norte-americana de livros acadêmicos e técnicos. A empresa inaugurou um escritório no Brasil há seis meses.

Os e-books faturaram R$ 870 mil em 2011, mas ainda representam menos de 0,5% do mercado editorial brasileiro.

comentários ( 0 )

    Comentar

    Your email address will not be published. Required fields are marked *